Terceiro mineiro é encontrado morto em mina no Equador

Mais um mineiro que estava soterrado desde o dia 15, a 150 metros de profundidade, em uma mina no Equador, foi encontrado morto ontem, dia 20, anunciou Giorgy Ramírez, um dos trabalhadores que participam das operações de resgate. Ele havia sido soterrado na sexta-feira, com mais outros três companheiros, no quinto nível da mina de ouro Casa Negra, na província de El Oro, ao sul do país, fronteira com o Peru.

QUITO, 21 (AP - AE), Agência Estado

21 de outubro de 2010 | 01h05

As equipes de salvamento ainda procuram um quarto mineiro que estava no interior da mina quando houve o acidente. Um dia após o desmoronamento, foram encontrados os cadáveres do equatoriano Walter Vera, de 31 anos e chefe do grupo, e do peruano Paul Aguirre, de 21 anos, cujo cadáver já foi repatriado. Todos trabalhavam para a empresa Minesadco. Esperava-se que o mineiro encontrado ontem estivesse refugiado em área provida de oxigênio para quatro ou cinco dias. Pouco antes da notícia, o presidente equatoriano, Rafael Correa, visitou o local para solidarizar-se com os familiares das vítimas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.