Terceiro suspeito de ajudar atirador em ataques de Copenhagen é detido

Um homem suspeito de fornecer um colete à prova de balas para Omar El-Hussein, que matou duas pessoas em ataques em Copenhague, foi preso por 26 dias. O indivíduo de 18 anos de idade, que não pode ter seu nome revelado por causa de uma ordem judicial, pode ser o irmão mais novo do atirador.

AE, Estadão Conteúdo

28 de fevereiro de 2015 | 13h25

O ataque começou com a morte de um cineasta dinamarquês que participava de um evento da liberdade de expressão em 14 de fevereiro, em Copenhague. No dia seguinte, El-Hussein matou um guarda de segurança perto de uma sinagoga e foi morto por policiais em um tiroteio logo depois. Cinco policiais também ficaram feridos nos dois ataques.

O suspeito é o terceiro homem detido no caso. Dois outros também estão presos suspeitos de ajudar El-Hussein. Todos devem ser liberados em 26 de março, a menos que um tribunal estenda a detenção. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
Dinamarcaviolência

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.