AFP PHOTO / METROPOLITAN POLICE
AFP PHOTO / METROPOLITAN POLICE

3.º terrorista que agiu em Londres é identificado como Youssef Zaghba, diz jornal italiano

Segundo o 'Corriere della Sera', jovem de 22 anos é filho de um marroquino e de uma italiana, e havia sido detido no Aeroporto de Bolonha em março de 2016

O Estado de S.Paulo

06 de junho de 2017 | 07h57
Atualizado 06 de junho de 2017 | 08h17

ROMA - O terceiro terrorista que participou dos atentados de sábado em Londres, que causaram a morte de 7 pessoas e deixaram 48 feridas, é Youssef Zaghba, filho de um marroquino e de uma italiana, informou nesta terça-feira, 6, o jornal Corriere della Sera.

Nascido em Fez, no Marrocos, em janeiro de 1995, o jovem foi detido pelas autoridades italianas no Aeroporto de Bolonha em março de 2016 quando pretendia viajar à Turquia para depois seguir para a Síria, segundo a publicação italiana.

A mãe de Zaghba mora no norte de Bolonha e ele havia rompido relações com o pai marroquino. O Corriere della Sera informou que as autoridades italianas já tinham alertado o Reino Unido sobre os movimentos do suspeito.

Após viverem um longo tempo no Marrocos, os pais de Zaghba se separaram e sua mãe voltou para a Itália. O jovem a visitou várias vezes e, em março de 2016, após ser preso no Aeroporto de Bolonha, ele foi investigado por suspeitas de atividades terroristas, mas acabou sendo solto, de acordo com o jornal.

A Itália o colocou na lista de pessoas que podem apresentar “risco” e informou às autoridades britânicas e marroquinas sobre seus movimentos.

Na véspera, foi revelada a identidade de dois dos três autores do ataque - Khuram Butt e Rashid Redouane. / AFP, EFE e REUTERS

Tudo o que sabemos sobre:
Estado IslâmicoTerrorismoReino Unido

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.