AP Photo/Carlos F. Gutierrez
AP Photo/Carlos F. Gutierrez

Terceiro vulcão mais perigoso do Chile entra em erupção

Pela primeira vez em mais de 42 anos o Calbuco emitiu cinzas; autoridades decretaram alerta vermelho e retiraram moradores da região e aeroportos foram fechados

O Estado de S. Paulo

22 de abril de 2015 | 19h01


SANTIAGO - O vulcão Calbuco, localizado na Região dos Lagos, no sul do Chile, entrou em erupção nesta quarta-feira, 22, pela primeira vez em mais de 42 anos. Ele emitiu uma grande nuvem de fumaça e cinzas que pôde ser vista a quilômetros de distância. Alguns aeroportos foram fechados no Chile e na Argentina, incluindo o de Bariloche. 

O Serviço Nacional de Geologia e Mineração (Sernageomin) decretou alerta vermelho e moradores em um raio de 10 quilômetros foram retirados da região. Milhares de pessoas que vivem nas imediações do vulcão foram retirados de suas casas. O Calbuco está em terceiro lugar no ranking de periculosidade dos 90 vulcões ativos do Chile, segundo o jornal chileno La Tercera.  


O diretor nacional do Sernageomin, Rodrigo Álvarez Seguel, informou que foram contabilizados "140 eventos em um período de duas horas, e ainda estava em atividade sísmica". "O que mais chama a atenção é que desde agosto de 1972 não se registra emissão de cinzas no Calbuco”, declarou. / AFP e REUTERS

Tudo o que sabemos sobre:
ChileCalbucovulcão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.