Termina segundo turno de eleições presidenciais no Uruguai

Corte Eleitoral calcula ter os primeiros resultados oficiais por volta das 23h; novo presidente tomará posse em 1º de março e substituirá José Mujica

O Estado de S. Paulo

30 Novembro 2014 | 20h19

MONTEVIDÉU - As votações do segundo turno das eleições do Uruguai foram oficialmente encerradas às 19h30 (mesmo horário em Brasília). Estão na disputa o governista Tabaré Vázquez, claro favorito, e o opositor Luis Lacalle Pou.

A chuva foi a protagonista do dia que transcorreu sob alerta emitido pelo Instituto Uruguaio de Meteorologia devido às tempestades, incessantes chuvas e fortes ventos que atingem quase todo o território. Em algumas zonas rurais, a chuva causou o transbordamento de rios e riachos, o que pode dificultar o envio das urnas aos centros de contagem de votos e atrasar o processo de apuração, informaram fontes do órgão eleitoral.

A jornada decorreu com "normalidade", mas aparentemente o mau tempo gerou uma "participação menor" de eleitores com relação ao primeiro turno, em 26 de outubro, quando 90% dos 2,6 milhões de habilitados foram às urnas, destacou o presidente da Corte Eleitoral, José Arocena.

Tabaré Vázquez, socialista e oncologista de 74 anos, candidato da governante coalizão de esquerda Frente Ampla (FA), que já foi presidente do Uruguai entre 2005 e 2010, é o favorito. As pesquisas reviam que o candidato venceria com porcentagem entre 52-53% dos votos. Lacalle Pou, aspirante do Partido Nacional ou "Blanco", é advogado, foi presidente da Câmara dos Deputados e tem entre 35-38% das preferências.

A Corte Eleitoral calcula ter os primeiros resultados oficiais por volta das 23h. O novo presidente tomará posse em 1º de março. O futuro líder substituirá José Mujica, também do FA. / EFE

Mais conteúdo sobre:
UruguaiMujica

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.