Termina sem vítimas seqüestro de avião na Turquia

Um homem turco chamado Ozgur Gencarslan, de 20 anos, aparentemente com problemas na família e sem motivação política, foi preso em Atenas na manhã de sábado (hora local) depois de seqüestrar uma avião da Turkish Airlines com 205 pessoas a bordo (196 passageiros e nove tripulantes). Todas foram libertadas ilesas. Segundo os passageiros, Gencarslan estava armado com uma navalha e tinha explosivos amarrados no corpo.O vôo ia de Istambul para Ancara, na Turquia, e foi dominado pelo seqüestrador 25 minutos depois de decolar. O avião foi desviado para Atenas, na Grécia. Quando pousou no aeroporto, o Airbus A130 foi cercado por um esquadrão antiterrorista. Autoridades policiais foram levadas ao local para negociar com o seqüestrador. Segundo a polícia turca, Genscarlan queria desviar o avião até a Alemanha, onde pretendia encontrar seu pai. Ele estaria deprimido porque seu padrasto o proibiu de ver sua mãe e sua irmã, que vivem no leste da Turquia. Negociadores da polícia convenceram o seqüestrador a libertar os ocupantes do avião e render-se em seguida. Suspeita-se que os supostos explosivos que ele tinha amarrados no corpo não passavam de velas comuns.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.