Terremoto atinge oeste da China antes de início da Olimpíada

Um violento terremoto atingiu asProvíncias chinesas de Sichuan e Gansu nesta terça-feira,matando uma pessoa e deixando outras 23 feridas. A região é a mesma em que, no mês de maio, um devastadorabalo sísmico matou ao menos 70 mil pessoas. A tocha olímpica passou pela capital de Sichuan naterça-feira, em meio a sua jornada rumo a Pequim, onde os Jogosdevem começar na sexta-feira. O epicentro do terremoto de magnitude 6 ficou localizado nocondado de Qingchuan (Sichuan), 1.253 quilômetros a sudoeste dePequim, afirmou a Geological Survey, uma agência dos EUA. Cinco pessoas ficaram gravemente feridas no abalo, quederrubou uma ponte, interrompendo o tráfego em uma importanteestrada, e fechou as vias de acesso para ao menos trêsvilarejos, disse a agência oficial de notícias Xinhua. Autoridades do país mobilizaram 200 paramilitares emilicianos para realizar operações de busca e resgate. Mas asequipes teriam de ingressar a pé nas áreas atingidas, afirmou aXinhua. O secretário do Partido Comunista do condado liderava umaequipe presente na área, e a dimensão dos estragos estava aindasendo avaliada, disse a agência de notícias. Qingchuan, atingida duramente pelo terremoto de magnitude7,9 ocorrido em maio, registrou vários tremores pós-terremotonos últimos meses. Uma série desses abalos atingiu o condado no final do mêspassado, matando uma pessoa e deixando outras dezenas feridas,afirmaram meios de comunicação oficiais. Autoridades chinesas avisaram ser preciso realizar umintenso esforço de reconstrução nos condados remotos deSichuan, o que incluiria dar abrigo a milhões de pessoas erecuperar a economia local. (Por John Chalmers e Ian Ransom)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.