Terremoto causa perdas de US$ 7,6 bilhões para turismo chinês

Pelo menos 54 turistas morreram no tremor, 25 foram feridos e 55.487 enviados de volta para suas regiões

Efe,

05 de junho de 2008 | 03h33

O setor turístico chinês sofreu perdas avaliadas em US$ 7,6 bilhões desde o terremoto de 8 graus de magnitude na escala aberta de Richter que atingiu a província de Sichuan em 12 de maio.   Veja também: Seguradoras pagaram US$ 33,5 mi por causa de tremor Enterro de vítimas de tremor em valas gera protestos   Mapa da destruição na China  Entenda como acontecem os terremotos  Especial: antes de depois da tragédia    Segundo informou a Administração de Turismo da China, 54 turistas morreram no terremoto, incluindo um cidadão taiwanês, enquanto outros 25 ficaram feridos e um total de 55.487 foram enviados de volta a suas regiões de origem.   A província que mais sofreu com o impacto negativo do turismo foi Sichuan (sudoeste), também a que sofreu maior número de mortes e perdas no setor, avaliadas em US$ 7,5 bilhões. Por sua parte, as províncias vizinhas de Shaanxi (US$ 60 milhões) e Gansu (US$ 40 milhões) também viram reduzidas estas receitas.   O terremoto destruiu a rede viária e de telecomunicações destas províncias, assim como os sistemas de água e eletricidade, o que obrigou os estabelecimentos hoteleiros e restaurantes a fechar ou trabalhar em condições mínimas.   A crise ameaça mais de 300 mil empregos em Sichuan, onde o turismo é um dos principais motores econômicos. Por enquanto, o número oficial de falecidos pelo terremoto de 12 de maio chega a 69.122 pessoas, com outras 17.991 desaparecidas.

Mais conteúdo sobre:
Chinaterremoto

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.