Terremoto de 6,3 graus mata ao menos 65 no Quirguistão

Trabalhos de resgate continuam; dezenas de casas foram destruídas por causa do tremor deste domingo

Reuters,

06 de outubro de 2008 | 01h36

Um terremoto de 6,3 graus na escala Richter no sul do Quirguistão deixou entre 65 a 70 pessoas mortas e 50 feridas, além de destruir dezenas de casas, afirmou o ministro de Situações de Emergência nesta segunda-feira.   "Nós continuamos com os trabalhos de resgate para ver se alguém pode estar soterrado nos escombros", disse o porta-voz do ministro de Emergências, Abdusamat Payazov.   Na região de Osh, não longe da fronteira com o Uzbequistão e Tadjiquistão, o terremoto pode ter atingido 8 graus na escala aberta de Richter, segundo o porta-voz ministerial, citado pela agência russa Interfax."Na localidade de Nura no distrito de Alaisk (Osh) foram destruídas 120 casas. Ali a força do tremor alcançou 8 graus, já que o povoado não se encontra longe do epicentro do terremoto", disse.As equipes de resgate já encontraram 25 corpos entre os escombros das casas destruídas, mas nenhum sobrevivente.As autoridades sanitárias destacaram as dificuldades para dar assistência aos feridos porque o centro médico mais próximo se encontra a 76 quilômetros da localidade de Nura.Na capital quirguiz, Bishkek, o movimento telúrico atingiu 4 graus e não causou destroços.O terremoto também se deixou sentir no vizinha Tadjiquistão e na região noroeste chinesa de Xinjiang, onde não deixou vítimas fatais, segundo fontes oficiais.

Tudo o que sabemos sobre:
terremototremorQuirguistão

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.