Terremoto de 6,4 graus atinge fronteira Chile-Peru

O tremor não deixou vítimas; população chegou a se deslocar preventivamente

Efe,

14 Maio 2012 | 08h24

SANTIAGO - Um terremoto de 6,4 graus de magnitude na escala Richter atingiu nesta segunda-feira, 14, as regiões chilenas de Arica-Parinacota e Tarapacá, sem deixar vítimas, mas com alguns danos materiais e interrompimento de serviços, informaram as autoridades.

O tremor ocorreu às 6h locais (7h de Brasília) e seu epicentro se localizou junto à fronteira com o Peru, 42 quilômetros ao norte de Arica e cerca de 2,1 mil quilômetros ao norte de Santiago, informou o Instituto Sismológico da Universidade do Chile.

O hipocentro do sismo se situou a 119,6 quilômetros de profundidade, acrescentou o organismo, enquanto o Serviço Geológico dos Estados Unidos (USGS) lhe atribuiu uma magnitude de 6,2 graus Richter e registrou hipocentro a 98,3 quilômetros sob a superfície.

No litoral da cidade de Arica, onde o terremoto foi sentido com intensidade de grau 6 na escala de Mercalli, que vai de 1 a 12, a população se deslocou preventivamente a locais de maior altitude, por receio a um tsunami. No entanto, o Serviço Hidrográfico e Oceanográfico da Armada (SHOA) indicou que o sismo não teve as características necessárias para gerar um tsunami.

Em Arica, muros e paredes caíram e houve setores da cidade em que se interrompeu o fornecimento de energia elétrica, disse à rádio "Cooperativa" o intendente (governador) regional, José Durán.

 
Mais conteúdo sobre:
Terremoto no Chile

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.