Terremoto de 6,6 graus atinge nordeste do Japão

Agência meteorológica do país não confirma vítimas ou danos materiais; tremor sacudiu edifícios em Tóquio

estadao.com.br,

14 de março de 2010 | 09h15

Um forte terremoto com uma magnitude de 6,6 graus na escala Richter atingiu o nordeste do Japão neste domingo, 14, e chegou a sacudir alguns edifícios em Tóquio. Até o momento, não há notícia de vítimas ou danos materiais, informou a agência meteorológica do país.

 

A magnitude do terremoto foi registrada às 17:08h (horário local) deste domingo, pelo Serviço Geológico dos Estados Unidos e por uma agência japonesa, e seu epicentro foi na região de Fukushima, a uma profundidade de 40 quilômetros.

 

As companhias distribuidoras de energia Tokyo Electric Power e Tohoku Electric Power, que têm usinas nucleares nas províncias de Fukushima e Miyagi, indicaram que o tremor não afetou a produção, informou a agência Kyodo. No entanto, o tremor obrigou a suspensão temporária dos serviços do Shinkansen (trem bala). O Governo ativou imediatamente um serviço de informação para recolher dados sobre o terremoto.

 

As autoridades japonesas não emitiram um alerta para tsunami, mas foi indicado que o tremor pode causar alguma alteração no nível do mar. Este é o segundo terremoto atingir a região norte do Japão neste final de semana. No sábado, um tremor de 5,7 graus na escala Richter atingiu a região de Tohoku.

 

O Japão fica em uma das regiões de maior atividade sísmica do mundo. O terremoto mais grave dos últimos anos ocorreu na cidade de Kobe, em janeiro de 1995, com potência de 7,3 graus na escala Richter, causando mais de 6 mil vítimas.

 

Com informações da Efe e Reuters

Tudo o que sabemos sobre:
JapaoterremotoFukushima

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.