Terremoto de 7,3 graus afeta 44 mil no noroeste chinês

As perdas econômicas diretas são estimadas em cerca de US$ 1,4 milhão

EFE,

22 de março de 2008 | 06h07

Cerca de 44 mil pessoas foram afetadas após o terremoto da sexta-feira de 7,3 graus na escala Richter e suas réplicas na região uigur de Xinjiang (noroeste), sem que se produzissem vítimas mortais, informou neste sábado a agência oficial chinesa "Xinhua". Umas 2.200 casas sofreram imperfeições ou ficaram totalmente destruídas nos condados de Yutian, Qira e Lop, na Prefeitura sulina de Hotan, disse um porta-voz do Departamento Regional de Assuntos Civis. Centenas de refúgios para o gado e estufas ficaram destruídos, e as perdas econômicas diretas são estimadas em cerca de US$ 1,4 milhão, acrescentou.

Tudo o que sabemos sobre:
TERREMOTOPEQUIM

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.