Arte/estadão.com.br
Arte/estadão.com.br

Terremoto de 7,6 graus abala costa do México

Tremor foi sentido na capital mexicana e abalou costa do Pacífico, próximo a Acapulco; não houve danos segundo presidente

estadão.com.br,

20 Março 2012 | 15h19

Texto atualizado às 17h24

 

CIDADE DO MÉXICO - Um terremoto de magnitude 7,6 abalou a região da costa do Pacífico do México, próximo a Acapulco, nesta terça-feira, 20. Segundo o Centro de Pesquisa Geológica dos Estados Unidos (USGS), o epicentro do terremoto aconteceu no Estado de Guerrero, a uma profundidade de apenas 17,5 quilômetros.

 

A magnitude inicial foi medida em 7,9, mas minutos depois foi revisada para 7,6. Apesar da força do abalo sísmico, não há informações iniciais sobre vítimas ou danos. O epicentro do tremor de terra foi detectado pelos sismógrafos às 15h02 (hora de Brasília) em uma área situada a 25 quilômetros da cidade de Ometepec, em Guerrero, a 162 quilômetros de Oaxaca e a 186 quilômetros do balneário de Acapulco.

 

Segudo o Centro de Alerta de Tsunamis do Pacífico, o terremoto não pode gerar um tsunami destrutivo generalizado, mas há a possibilidade de alguns efeitos locais. A Agência de Pesquisa Oceânica e Atmosférica dos EUA (NOAA, nas iniciais em inglês) também informou que não há risco de um grande maremoto, mas ainda há a possibilidade de efeitos menores e localizados de tsunami no litoral mexicano.

 

O terremoto foi sentido na Cidade do México, capital do país. De acordo com a agência de notícias Reuters, edifícios tremeram e algumas pessoas saíram para as ruas. "Tenho problemas com a pressão, senti que ia desmaiar", disse à agência Rosa Maria Lopez Velazquez, 62, fora de um shopping na capital. As primeiras imagens divulgadas pela agência AFP mostram pessoas assustadas deixando edifícios na cidade.

 

Segundo um canal de televisão local, nenhum dano foi relatado na região de Oaxaca, onde o terremoto ocorreu. O prefeito da Cidade do México, Marcelo Ebrard, disse no Twitter que o sistema de água e outros "serviços estratégicos" não estavam com problemas, mas os serviços de telefonia caíram em toda a área em que o terremoto foi sentido. O presidente mexicano, Felipe Calderón, disse que não houve registro de danos sérios por conta do terremoto.

 

Veja vídeo feito por moradores da Cidade do México:

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.