Terremoto de magnitude 3,3 foi registrado em Roma sem causar danos

O epicentro foi registrado a cinco quilômetros da Fonte Nuova, uma cidade a nordeste da capital, e a uma profundidade de 10 quilômetros

Redação, O Estado de S.Paulo

11 de maio de 2020 | 05h06

Um terremoto de magnitude 3,3 com um epicentro no noroeste da província de Roma, na Itália, foi registrado hoje às 5,03 hora local (3,03 GMT) e foi sentido pela população também no centro da capital italiana, mas sem causar danos .

O epicentro foi registrado a cinco quilômetros da Fonte Nuova, uma cidade a nordeste da capital, e a uma profundidade de 10 quilômetros.

O terremoto não causou danos, nenhum pedido de assistência ou relatórios, apenas numerosos pedidos de informações de pessoas assustadas, informou o Corpo de Bombeiros.

O terremoto foi sentido pela população em Roma e, em particular, na região nordeste, mais próxima do epicentro, bem como em cidades de províncias como Tivoli e Guidonia, e muitas pessoas fugiram para as ruas apesar da chuva.

"Um rugido alto e muito medo compreensível, mas não temos registro de danos", disse à imprensa italiana o prefeito da Fonte Nuova, Piero Presutti.

O Instituto Nacional de Vulcanologia e Geofísica (INVG) informou que foi "um terremoto intenso, mas muito curto, que não teve as oscilações longas típicas dos Apeninos. Esse tipo de terremoto quando sentido em uma cidade pequena, por exemplo nas montanhas, torna-se um evento limitado, ouvido apenas pela população local. É claro que se uma população de uma cidade como Roma o avisa, tudo é amplificado ".

Esta área no nordeste de Roma "é sem precedentes em terremotos", por isso terá que ser estudada "se for um episódio isolado ou se houver outras repetições, mas, no momento, elas não ocorreram", acrescentou o INGV. / EFE

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.