Terremoto de magnitude 5,4 deixa pelo menos quatro mortos na Espanha

Tremor derrubou vários prédios em Lorca, no sul do país; ruas foram tomadas por destroços.

BBC Brasil, BBC

11 de maio de 2011 | 16h06

Pelo menos quatro pessoas morreram em decorrência de um terremoto de magnitude 5,3 na cidade de Lorca, localizada na região de Múrcia, no sul da Espanha.

O terremoto ocorreu às 18h50 locais (13h50, horário de Brasília), a 1 km de profundidade, e seu epicentro foi a 120 km ao sudoeste da cidade de Alicante, de acordo com a agência geológica americana (USGS, sigla em inglês).

Segundo a correspondente da BBC em Madri, Sarah Rainsford, o tremor derrubou vários prédios na cidade. A torre de uma igreja desmoronou completamente, enquanto carros foram destruídos em plena rua, cobertos de entulho.

Imagens de televisão mostraram equipes de resgate correndo pelas ruas de Lorca, tomadas de destroços. Várias pessoas saíram de seus locais de trabalho e correram para praças e espaços abertos.

Diversos feridos foram levados aos hospitais da região, segundo o site do jornal espanho El País. A correspondente da BBC afirma que os pacientes de um hospital de Lorca foram retirados do local, por questões de segurança.

O prefeito da cidade, Francisco Jodar, disse a uma rádio local que as mortes foram causadas pela queda de destroços e desmoronamentos. Autoridades temem que o número de mortes possa aumentar.

Rainsford afirma que o terremoto de magnitude 5,3, o mais forte na região em anos, se seguiu a um anterior, de magnitude 4,4, ocorrido cerca de uma hora antes. Réplicas do tremor foram sentidas a vários quilômetros de distância, em outras áreas de Múrcia.

O primeiro-ministro espanhol, Jose Luis Rodriguez Zapatero, enviou tropas do Exército ao local do terremoto, para ajudar nos resgates, segundo informou a agência de notícias EFE.BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.