Terremoto de magnitude 6 na escala Richter atinge o noroeste da China

Também houve um tremor, este de magnitude 7,1, ao sul de Vanuatu, no Pacífico Sul

EFE,

09 de março de 2012 | 06h54

PEQUIM - Um terremoto de magnitude 6 na escala Richter sacudiu na manhã desta sexta-feira, 9, (horário local) o distrito de Lop, na região noroeste chinesa de Xinjiang, informou o Centro Nacional de Redes Sismológicas.

 

 

 

 

O epicentro do terremoto foi situado a 39,4 graus latitude norte e a 81,3 graus longitude leste, e a 30 quilômetros de profundidade, acrescentou a informação, reproduzida pela agência oficial "Xinhua".

Até agora não foi informado se houve danos pessoais pelo terremoto, que se produziu no centro do deserto de Taklimakan, uma das zonas com menor densidade populacional na China.

No entanto, o tremor foi sentido em zonas povoadas próximas como Aksu, Kashgar, Hotan, Bayan Gol e Ili, pelo que podem ter ocorrido danos materiais.

Vanuatu - Também nesta sexta-feira, um terremoto de magnitude 7,1 sacudiu as águas ao sul de Vanuatu, no Pacífico Sul, sem que as autoridades tenham informado, ao menos por enquanto, de vítimas ou alertas de tsunami.

O tremor ocorreu às 18h09 locais (4h09 de Brasília) e a 36 quilômetros sob o nível do mar, segundo o Serviço Geológico dos Estados Unidos, que vigia a atividade sísmica no mundo todo.

Seu epicentro foi localizado 60 quilômetros ao noroeste de Isangel e 206 quilômetros ao sudeste de Port Vila, a capital do arquipélago.

Vanuatu fica próximo do chamado Anel de Fogo do Pacífico e dos vulcões submarinos da Cuenca de Lau, pelo que frequentemente registra tremores de origem sísmica.

A República de Vanuatu, com cerca de 250 mil habitantes, é formada por um arquipélago de origem vulcânica.

Tudo o que sabemos sobre:
terremotochina

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.