Terremoto de magnitude 7,2 mata ao menos 74 pessoas nas Filipinas

Prédios antigos e igrejas históricas foram danificados pelo tremor que atingiu ilha de Cebu

O Estado de S. Paulo,

15 de outubro de 2013 | 09h09

Vítimas foram atendidas na rua por temor de réplicas. Foto: Dennis M. Sabangan / Efe

(Atualizada às 14h37) MANILA - O terremoto de magnitude 7,2 que atingiu as Filipinas nesta terça-feira, 15 deixou ao menos 74 pessoas mortas, segundo autoridades locais. O abalo ainda destruiu prédios e locais históricos na província de Cebu.

Edifícios baixos desabaram em ao menos duas ilhas, e igrejas históricas sofreram rachaduras e desabamentos durante o tremor, que causou pânico, cortou o transporte e o fornecimento de energia e obrigou hospitais a retirarem pacientes. Rey Balido, porta-voz do Conselho Nacional para Redução e Controle de Risco de Desastres, disse que ao menos 15 pessoas morreram na ilha de Cebu.

Moradores saíram de casa na cidade de mesmo nome, a cerca de 570 quilômetros a sudeste da capital, Manila, e hospitais transferiram pacientes para locais abertos, enquanto tremores secundários atingiam a cidade de 870 mil moradores. Não houve alerta de tsunami após o tremor, apesar de a Agência de Mitigação de Desastres da Indonésia ter feito um alerta de precaução para possíveis ondas grandes no litoral do país.

Ao menos 65 pessoas morreram na ilha de Bohol, sendo que, segundo o arcebispo Leonardo Medroso, ao menos duas morreram devido à queda de destroços enquanto rezavam em uma igreja na cidade de Loon. A igreja, a maior de Bohol, foi inaugurada em 1753.

Imagens de TV mostraram que a torre da Basílica Minore del Sto Niño de Cebu, que também foi erguida nos anos 1700, desmoronou. Pelo menos 260 pessoas ficaram feridas nas ilhas e Bohol e Cebu. / REUTERS

Tudo o que sabemos sobre:
Filipinasterremoto

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.