Terremoto deixa ao menos 150 mortos no Paquistão

Segundo emissora local, centenas de pessoas ficaram feridas; tremor chegou a 6,5 graus de magnitude

Agências internacionais,

29 de outubro de 2008 | 01h36

 Pelo menos 150 pessoas morreram e centenas ficaram feridas nesta quarta-feira, 29, em um terremoto de 6,5 graus de magnitude registrado no sudoeste do Paquistão, de acordo com as informações iniciais.  O terremoto aconteceu na madrugada desta terça-feira (local), cerca de 70 quilômetros ao norte de Quetta, capital do Baluchistão, e pelo menos 500 casas foram atingidas nos distritos mais castigados, segundo a fonte, que não descartou a possibilidade de o número de vítimas aumentar. Os feridos foram transferidos a hospitais da região. O terremoto aconteceu a cerca de 10 quilômetros de profundidade, às 4h09 locais (19h09 de terça-feira em Brasília), assinalou o Instituto Geológico dos EUA. "Foi um terremoto raso, que é muito destrutivo. As réplicas serão sentidas por uma semana, com mais ou menos a mesma intensidade ", disse Qamar Zaman Chaudhry, diretor-geral do Departamento Meteorológico do Paquistão. O Exército enviou à região dois helicópteros e se mobilizou para participar dos trabalhos de resgate nos povoados de Warchun e Kawas, os mais castigados pelo terremoto, segundo um comunicado.O governo regional ordenou a mobilização de todos os recursos disponíveis para evacuar a região e ajudar os desabrigados. O epicentro foi localizado 453 quilômetros ao sudoeste de Cabul. O tremor foi seguido de várias réplicas que causaram pânico e medo entre a população local. Os distritos de Kuchlak, Pishin, Chaman, Mastung e Loralai também foram afetados e, em pânico, os moradores de Quetta foram para as ruas.  "Houve dois tremores, o segundo foi mais sério e fez com que as pessoas deixassem correndo suas casas", disse Amjad Hussain, um morador de Quetta, citado pela Geo TV. Texto atualizado às 6h20

Tudo o que sabemos sobre:
Paquistãoterremoto

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.