Terremoto deixa ao menos 7 mortos e 30 feridos no Irã

Epicentro do tremor teria ocorrido a cerca de 60 km da usina nuclear de Bushehr; países árabes temem acidente e contaminação radioativa na região

O Estado de S. Paulo,

28 de novembro de 2013 | 17h01

(Atualizado às 22h) Pelo menos 8 pessoas morreram e 190 ficaram feridas depois que um terremoto de 5,7 graus na escala Richter - seguido por vários tremores de intensidade semelhante - atingiu o sul e o oeste do Irã na tarde desta quinta-feira, 28.

De acordo com o Serviço Geológico dos Estados Unidos, o tremor teria ocorrido na cidade de Borazjan, cerca de 60 quilômetros da usina nuclear de Bushehr, a única instalação nuclear civil do Irã. Países árabes já expressaram preocupação sobre a confiabilidade de usina de Bushehr e os riscos de uma contaminação radiativa em caso de acidente causado por terremoto. O Irã e a Rússia, que terminou a construção da usina, sempre defenderam que a central nuclear respeita as normas internacionais e é inspecionada pela Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA).

De acordo com a emissora de TV local Press TV, várias casas foram danificadas e milhares de pessoas abandonaram suas residências com medo de desabamentos. Em várias cidades nas regiões atingidas pelos terremotos o fornecimento de energia foi interrompido.

O Irã está localizado em uma região repleta de falhas geológicas. O país registra, em média, um abalo de menor intensidade por dia. Em abril, um terremoto de intensidade 6,1 matou 37 pessoas e deixou centenas de feridos em uma cidade perto de Bushehr. A usina nuclear, no entanto, não sofreu danos. / AFP, EFE e AP

Mais conteúdo sobre:
Irãterremotousina nuclear

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.