Terremoto derruba casas e deixa um morto em Honduras

Um forte terremoto de magnitude 7,1 na escala Richter derrubou casas e provocou uma morte hoje em Honduras. O epicentro do tremor foi registrado a 130 quilômetros a nordeste de La Ceiba, segundo o serviço geológico dos Estados Unidos. Em vários pontos de país houve falta de energia e interrupções nos serviços de telecomunicação. O fenômeno também foi sentido na capital guatemalteca, Cidade de Guatemala.

AE, Agencia Estado

28 de maio de 2009 | 10h47

Um homem morreu após a queda da casa dele em Pinesa de la Lima, 200 quilômetros ao norte da capital hondurenha, informou em entrevista coletiva o subchefe da Comissão Permanente de Contingências, Carlos González. Dezenas de pessoas foram retiradas de uma fábrica em San Pedro Sula, porque o edifício em que estavam apresentou rachaduras.

O ministro da Educação, Marlon Brevé, anunciou a suspensão temporária das aulas nas ilhas de Bahía e Cortés, ambas no Atlântico, por causa do sismo.

O chefe do departamento de Geofísica da Universidade Nacional Autônoma, Gonzalo Cruz, explicou que o tremor ocorreu a 10 quilômetros de profundidade, no Oceano Atlântico. "Foi um sismo de grandes dimensões." Houve inicialmente um alerta de tsunamis, depois cancelado.

Tudo o que sabemos sobre:
Hondurasterremoto

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.