Terremoto destruiu ou danificou 500 casas no México

Um poderoso terremoto de 7,4 graus na escala Richter atingiu as regiões centro e sul do México nesta terça-feira, destruindo ou danificando pelo menos 500 casas e imóveis e uma ponte de pedestres na capital do país, onde as pessoas apavoradas saíram correndo dos edifícios. Não foi reportada nenhuma morte até a noite de hoje. O tremor mais forte foi seguido por um abalo secundário de 5,1 graus alguns minutos depois. O terremoto também foi sentido no Estado de Chiapas, no sul mexicano, e na Guatemala.

AE, Agência Estado

20 de março de 2012 | 19h21

O governador do Estado de Guerrero, Angel Aguirre, disse que o terremoto danificou ou destruiu 500 casas e imóveis, mas afirmou que não existem relatos de mortes. Segundo o USGS, o epicentro do sismo fica em um local remoto na divisa dos Estados de Guerrero e Oaxaca.

A magnitude inicial foi medida em 7,9 pelo Centro de Pesquisa Geológica dos Estados Unidos (USGS, pela sigla em inglês), mas minutos depois foi revisada para 7,6. Apesar da força do abalo sísmico, não há informações iniciais sobre vítimas. O epicentro do tremor de terra foi detectado pelos sismógrafos às 15h02 (hora de Brasília) em uma área situada a 25 quilômetros da cidade de Ometepec, no Estado de Guerrero, a 162 quilômetros de Oaxaca e a 186 quilômetros do balneário de Acapulco. O tremor de terra ocorreu a apenas 17,5 quilômetros de profundidade.

As informações são da Associated Press e da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.