Terremoto na China deixa 5 mortos

Um forte terremoto ocorrido a baixa profundidade sacudiu na noite de ontem a província chinesa de Yunnan, matando pelo menos cinco pessoas e danificando edifícios. Apavorados, milhares de habitantes da região fugiram para as ruas para evitar soterramentos, de acordo com relatos de autoridades e vítimas.

PEQUIM, O Estado de S.Paulo

08 de outubro de 2014 | 02h03

O epicentro do terremoto foi registrado no Condado de Jinggu, quase 20 quilômetros a oeste da cidade de Weiyuan, a uma profundidade de 10,1 quilômetros. A região - montanhosa e predominantemente rural - faz fronteira com Mianmar, Laos e Vietnã.

Houve registros conflitantes sobre a magnitude do terremoto. Dados do Centro Geológico dos EUA (USGS, na sigla em inglês) registraram 6 graus na escala Richter, mas, segundo as autoridades chinesas, a intensidade do tremor foi de 6,6 graus.

Em agosto, um terremoto de magnitude 6,3 matou cerca de 600 pessoas em outra região de Yunnan.

A agência de notícias Xinhua afirmou que o tremor de ontem foi sentido na capital de Yunnan, Kunming, e várias outras cidades da província. Um funcionário público da região disse que as construções sacudiram por vários segundos e telhas caíram enquanto os moradores fugiam para o lado de fora. Mais de 20 pessoas ficaram feridas e as autoridades estimam que o número de mortos pode subir. / NYT, REUTERS e AP

Tudo o que sabemos sobre:
China

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.