Terremoto na Indonésia deixa ao menos 75 mortos

Milhares podem estar presos em escombros após tremor de 7,6 graus na escala Richter

BBC Brasil, BBC

30 de setembro de 2009 | 14h18

Um terremoto de 7,6 graus na escala Richter atingiu a região da ilha de Sumatra, na Indonésia, nesta quarta-feira, matando ao menos 75 pessoas e deixando milhares de outras presas embaixo de escombros, informaram autoridades do país citadas pelo jornal The Jakarta Post.

Relatos dão conta de que casas e pontes desmoronaram devido ao terremoto e o serviço telefônico foi cortado. Também foram registrados diversos incêndios.

O epicentro do tremor estava localizado a uma profundidade de 80 km e a 45 km de distância da cidade de Padang, capital de Sumatra, de acordo com o centro de monitoramento geológico americano US Geological Survey.

O tremor de terra aconteceu às 17h16 desta quarta-feira no horário local (7h16, horário de Brasília) e também foi sentido na capital da Indonésia, Jacarta, e em Cingapura, que fica a 440 km.

Após o tremor, o Centro de Alertas de Tsunamis do Pacífico, ligado ao governo dos Estados Unidos, emitiu um alerta de tsunami, que, no entanto, foi posteriormente cancelado.

Tsunamis

Mais cedo, uma série de tsunamis provocados por um outro tremor mataram mais de cem pessoas em várias ilhas do Pacífico Sul.

As ondas gigantes deixaram pelo menos 77 mortos em Samoa, 24 em Samoa Americana (território dos Estados Unidos), e pelo menos seis em Tonga.

Segundo autoridades de Samoa, aldeias inteiras foram destruídas e milhares de pessoas ficaram desabrigadas em Samoa Americana .

O tremor de magnitude de 8,3 na escala Richter ocorreu por volta de 7h40 da manhã desta quarta-feira, no horário local (15h40 de terça-feira em Brasília), criando ondas de 4,5 m de altura em várias áreas da região ao redor das ilhas.

O epicentro do terremoto foi localizado a 190 km ao sudoeste do arquipélago de Samoa, a 33 km de profundidade. Um alerta geral de tsunami havia sido divulgado em todo o Pacífico Sul, mas foi cancelado mais tarde.

Representantes do serviço de Saúde de Samoa informaram à BBC que os tsunamis deixaram pelo menos 145 feridos.

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, declarou estado de calamidade nacional em Samoa Americana, permitindo a utilização de fundos federais para ajudar as vítimas.

O primeiro-ministro de Samoa, Tuilaepa Sailel Malielegaoi, se disse "chocado" com o desastre.

A Agência Americana de Gestão de Crises (Fema) anunciou o envio de duas equipes de resgate ao território americano do arquipélago de Samoa.BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Tudo o que sabemos sobre:
tsunamisamoaterremotoindonesia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.