Terremoto na Indonésia faz mais de 2,9 mil vítimas

Um terremoto devastador derrubou prédios na região central da Indonésia neste sábado, matando pelo menos 2.900 pessoas e ferindo mais milhares no pior desastre ocorrido no país desde o tsunami, em 2004. As primeiras atividades do terremoto começaram em Mount Merapi, um dos vulcões mais ativos do mundo, e um geólogo avisou que o tremor poderia gerar uma intensa erupção. O Serviço Geológico americano registrou 6,2 graus na escala Richter às 5h54 da manhã locais, com epicentro na cidade de Yogyakarta, onde a maioria das pessoas estava dormindo, o que causou prejuízos ainda maiores.O presidente Susilo Bambang Yudhoyono pediu ajuda ao exército para evacuar as vítimas e chegou na região central da ilha de Java - a mais povoada do arquipélago da Indonésia -, junto com um time de ministros do Gabinete para organizar os resgates. 40 horas depois do terremoto, o número de mortos chegou a 2.914, segundo informou o Ministério de Assuntos Sociais da Indonésia, sendo que mais de dois terços das fatalidades ocorrem em Bantul, vilarejo próximo ao epicentro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.