Terremoto na Itália mata quatro e danifica prédios históricos

Um forte terremoto matou quatro pessoas, feriu outras dezenas e danificou igrejas, torres e um castelo medieval na manhã de domingo, assustando cidadãos ao longo do norte da Itália e fazendo com que milhares de pessoas saíssem correndo pelas ruas.

REUTERS

20 Maio 2012 | 10h59

O terremoto, que o Serviço Geológico dos EUA classificou como de magnitude 6,0, ocorreu às 23h04 (horário de Brasília) e foi seguido por uma uma série de tremores secundários.

"Eu tenho 83 anos e nunca senti nada como isso", disse Lina Gardenghi, um residente de Bondeno.

O epicentro do terremoto, o mais forte a atingir a Itália em três anos, estava nas planícies perto de Modena, na região Emilia-Romagna do vale do rio Po, e o tremor foi sentido em locais tão longe como Liguria, na fronteira com a França, e na região de Friuli, na fronteira com a Eslovênia.

O terremoto danificou seriamente muitas igrejas e outros edifícios, somando-se a maior perda ao patrimônio artístico da Itália desde que um terremoto, em 1997, danificou a Basílica de São Francisco de Assis, cujo teto desabou.

(Por Stephen Jewkes)

Mais conteúdo sobre:
GERAL ITALIA TERREMOTO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.