Terremoto no Irã matou 12 mil crianças

O Unicef, agência da ONU para a infância, completou a contagem de vítimas do terremoto de Bam, no Irã, e concluiu que 12 mil crianças não sobreviveram à catástrofe. Outras 6,8 mil crianças perderam seus pais no terremoto. A ONU também alerta que o dinheiro prometido pela comunidade internacional não será suficiente para ajudar a população local a se recuperar do desastre.Por enquanto, os diversos governos prometeram entregar US$ 74 milhões para reconstruir a cidade. Para conseguir mais recursos, a ONU lançará um novo apelo mundial nesta quinta-feira, com a esperança de que o dinheiro seja depositado nos caixas da organização.Um dos maiores problemas enfrentados pelas agências internacionais é a falta de pessoal para auxiliar a população local. Segundo as Nações Unidas, existem apenas 25 mil pessoas ainda na cidade, um quarto da população total de Bam. "Os demais deixaram a região ou não sobreviveram", afirmou um porta-voz da entidade.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.