Terremoto no México não deixou mortos, diz governo

O terremoto de 5,7 graus na escala Richter fez tremer arranha-céus na Cidade do México e agitou prédios coloniais no Estado vizinho de Puebla, mas não deixou mortos, segundo informou o governo do país. O prefeito da capital declarou que o tremor não afetou serviços na cidade, como fornecimento de eletricidade, abastecimento de água e o transporte nos trens e no metrô.

AE-AP, Agencia Estado

22 de maio de 2009 | 20h46

O Instituto de Pesquisa Geológica dos Estados Unidos (USGS, pelas iniciais em inglês) informou que o terremoto teve magnitude de 5,7 graus na escala Richter e seu epicentro foi localizado a 140 quilômetros ao sudeste da capital, na cidade de Puebla. O serviço de sismologia mexicano indicou que o terremoto teve magnitude de 5,9 graus.

No momento do tremor, muitas pessoas correram para fora dos edifícios e esperaram vários minutos antes de retornarem. A capital já sofreu vários terremotos, dentre eles um em 1985 que matou 10 mil pessoas. O de hoje foi mais forte e ocorreu mais perto da capital do que o que foi registrado no mês passado.

Tudo o que sabemos sobre:
Méxicoterremotovítimas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.