Stringer/Reuters
Stringer/Reuters

Terremoto pode ter matado mais de 70 no Afeganistão

A maioria das vítimas é de mulheres e crianças; terremoto aconteceu na segunda-feira

AE, Agência Estado

12 de junho de 2012 | 14h52

MAZAR-I-SHARIF - Mais de 70 pessoas, a maioria mulheres e crianças, podem ter sido vitimadas por terremoto seguido de deslizamento em um vilarejo no Afeganistão, disseram autoridades nesta terça-feira, 12, citando estimativas dos moradores.

Veja também:

link Terremoto provoca deslizamento no Afeganistão

link Soldados da França morrem em atentado

O chefe da agência afegã de gerenciamento de desastres, Mohammed Daiem Kakar, afirmou que o deslizamento fez o vilarejo inteiro de Mullah Jan mover-se cerca 25 metros para baixo da encosta da montanha.

Dois corpos foram recuperados e 69 outros - todos de mulheres e crianças, pois os homens estavam trabalhando nas plantações quando o desastre aconteceu - ainda estão desaparecidos, disse Kakar. A estimativa anterior era que mais de 100 pessoas poderiam ter morrido.

"De acordo com os anciões do vilarejo e parentes das vítimas, estão desaparecidos 27 meninos, 24 meninas e 20 mulheres", informou Kakar. "A chance de alguém ter sobrevivido é muito pequena ou não-existente."

O primeiro tremor ocorreu na segunda-feira, 11, por volta das 9h32 (horário local) com magnitude 5,4. Foi logo seguido por outro abalo, de magnitude 5,7, segundo o Centro de Pesquisas Geológicas dos Estados Unidos (USGS na sigla em inglês).

As informações são da Dow Jones

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.