Terremoto provoca pânico e pequenos danos no México

Um forte terremoto de magnitude de 7,2 foi sentido na Cidade do México, a capital do país, na manhã desta sexta-feira. Até agora, só foram relatados pequenos danos após o terremoto levar as pessoas a fugirem para as ruas em pânico.

Agência Estado

18 de abril de 2014 | 13h57

O epicentro do terremoto foi a 36 quilômetros a norte/noroeste de Tecpan de Galeana e a 48 quilômetros a leste de Petatlan, no Estado de Guerrero, perto da costa do Pacífico do México, informou o Serviço Geológico dos EUA (USGS). Alertas de tsunami não foram emitidos. O epicentro está a 123 milhas a leste do balneário mexicano de Zihuatanejo, e 273 quilômetros a sudoeste da Cidade do México.

"Não há relatos de vítimas", afirmou o prefeito da Cidade do México, Miguel Angel Mancera. A cidade está quase deserta, visto que muitos pessoas viajaram devido o feriado da Páscoa. Mancera afirmou que todas as "instalações estratégicas" da cidade estão funcionando. Segundo ele, os únicos relatos de danos foram sobre queda de cercas. O prefeito disse também que o sistema de metrô da cidade está funcionando, embora de maneira mais lenta.

Na sua conta do Twitter, a companhia de petróleo estatal Petróleos Mexicanos disse que não registrou qualquer impacto em suas instalações no país devido ao terremoto. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
MéxicoTerremotoAtualiza

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.