Terremoto registrado ontem no Japão deixou 39 feridos

O forte terremoto registrado ontem numa região montanhosa da área central do Japão causou mais danos do que se imaginava, segundo informações colhidas por helicópteros que sobrevoaram as áreas atingidas neste domingo. Pelo menos 37 casas foram destruídas e 39 pessoas ficaram feridas, incluindo sete com gravidade, disseram autoridades japonesas.

Estadão Conteúdo

23 de novembro de 2014 | 09h01

O tremor de magnitude 6,8 ocorreu perto da cidade de Nagano, às 22h08 da noite de sábado (11h08 de Brasília), a uma profundidade de 10 quilômetros, de acordo com a Agência Meteorológica do Japão. Para o Serviço Geológico dos Estados Unidos (USGS, na sigla em inglês), o terremoto teve magnitude 6,2. Como o tremor aconteceu em terra firme, não havia a possibilidade de formação de tsunami.

A área que mais sofreu danos foi aparentemente Hakuba, cidade conhecida por suas pistas de esqui a oeste de Nagano, onde foram disputadas provas dos Jogos Olímpicos de Inverno de 1998. A prefeitura de Nagano informou que pelo menos 30 moradias desmoronaram em Hakuba e que 17 pessoas ficaram feridas.

Segundo a agência nuclear do Japão, as três usinas nucleares da região que sentiu o tremor não foram afetadas. Todas as usinas nucleares japonesas estão desligadas desde o grande terremoto seguido de tsunami de 2011, que causou o derretimento de três reatores da usina de Fukushima.

O terremoto de ontem foi seguido por mais de 45 tremores secundários e os residentes da região foram alertados para a possibilidade de deslizamentos. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Japãoterremotoconsequências

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.