EFE
EFE

Terremotos matam 227 pessoas no noroeste do Irã

Os dois fortes terremotos, de magnitude 6,2 e 6, deixaram 1.380 pessoas feridas neste sábado

Com informações das agências internacionais,

11 de agosto de 2012 | 15h06

Texto atualizado às 18h40 de 12/08/12.

 

TEERÃ - Pelo menos 227 pessoas morreram e outras 1.380 ficaram feridas em consequência de dois fortes terremotos, de magnitude 6,2 e 6, que sacudiram neste sábado, 11, o noroeste do Irã.

 

Segundo o diretor de Gestão de Emergências da província do Azerbaijão Oriental, Khalil Sai, as cidades mais afetadas pelos tremores são as de Ahar, Varzagam, Haris e Mehraban.

 

Em Varzagan, um gasoduto explodiu devido aos terremotos, segundo a "Isna", mas ainda não se sabe se houve vítimas. As autoridades locais indicaram que foram enviados equipes e material de resgate à área dos abalos sísmicos, a 60 quilômetros a nordeste da cidade de Tabriz, capital da província iraniana do Azerbaijão Oriental, na fronteira com o Azerbaijão e a Armênia. A estrada que liga Tabriz a Varzagan foi danificada e teve o tráfego cortado, e as equipes de resgate tiveram que utilizar caminhos alternativos.

 

Pelo menos quatro povoados da região estão incomunicáveis devido aos tremores. Segundo o Centro Sismológico do Irã, o primeiro tremor aconteceu às 9h23 (de Brasília) e sacudiu a cidade de Ahar, enquanto o segundo, ocorrido 11 minutos depois, foi sentido pela população de Varzagan, ambas na província do Azerbaijão Oriental.

A maior parte do território do Irã, incluindo a capital Teerã, de 14 milhões de habitantes, está em uma área de constantes movimentos telúricos, onde houve dezenas de milhares de mortos nas últimas décadas.

Tudo o que sabemos sobre:
terremotoIrã

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.