Abedin Taherkenareh/Efe
Abedin Taherkenareh/Efe

Terremotos matam 306 e deixam 3037 feridos no Irã

Autoridades deram por terminados os trabalhos de busca e resgate

Agência Estado

13 de agosto de 2012 | 04h06

Texto atualizado às 08h18

TEERÃ - Os dois fortes terremotos que devastaram vilas rurais no noroeste do Irã no fim de semana mataram um total de 306 pessoas - mulheres e crianças em sua maioria - e feriram 3.037, disse, nesta segunda-feira, 13, a ministra da Saúde do país, Marzieh Vahid Dastjerdi.

Os números, apresentados em um relatório a parlamentares e publicados no site do parlamento, são bem maiores do que os fornecidos no domingo pelo ministro do Interior, Moustafa Mohammad-Najjar. Na ocasião, o ministro disse que havia 227 mortos e 1.380 pessoas feridas.

Ontem, menos de 24 horas depois dos tremores, que assolaram quatro distritos da província iraniana do Azerbaijão Oriental, as autoridades deram por terminados os trabalhos de busca e resgate e, segundo Najjar, aceleraram os trabalhos "para assegurar aos sobreviventes refúgio e comida".

A maior parte do território do Irã, incluindo Teerã, a capital, uma cidade de 14 milhões de habitantes, fica em uma região de constantes movimentos de terra, que já causaram dezenas de milhares de mortos nas últimas décadas.

Com agências de notícias

Tudo o que sabemos sobre:
Irãterremotomortes

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.