Terror leva a reforço de segurança em centros financeiros

Instituições financeiras identificadas como alvos de uma conspiração terrorista abriram normalmente em três cidades americanas nesta segunda-feira, sob medidas de segurança reforçadas no primeiro dia de alerta laranja após a divulgação de informações segundo as quais haveria planos em andamento para ataques às sedes do Banco Mundial e do FMI, em Washington; ao Citigroup Center e à Bolsa de Valores, em Nova York; e ao Prudential Financial Inc. em Newark. Em Nova York, ruas foram bloqueadas. Em Washington, funcionários dos organismos internacionais passaram por checagens mais detalhadas e em Newark eram visíveis barricadas e policiamento fortemente armado. O secretário do Tesouro americano, John Snow, tentou acalmar os investidores e os americanos em geral. ?Pessoas em todo o mundo estão certas em confiar nos mercados financeiros americanos?, disse Snow. ?Não seremos intimidados ou impedidos de aproveitar a vida e gozar de nossas liberdades?.A segurança foi reforça com base no que o secretário de Defesa Interna dos EUA, Tom Ridge, classificou de informação assustadoramente específica, mas ele não soube dizer se o ataque seria iminente, e pediu às pessoas que prosseguissem normalmente com suas vidas. Informações obtidas recentemente - incluindo fotos, desenhos e documentos - indicam que a Al-Qaeda realizou preparações meticulosas para atacar os cinco prédios.Ontem, Ridge elevou o alerta de segurança para as instituições financeiras para nível laranja, ou alto, o segundo mais grave do espectro de cinco cores.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.