Terrorismo causa grave crise no turismo inglês

A indústria do turismo britânica enfrenta uma de suas piores crises dos últimos tempos, após a queda do número de visitantes norte-americanos a Londres e outras cidades do país. Segundo disseram, nesta quinta-feira, fontes oficiais, a queda do número de turistas cria a ameaça de um corte substancial nos empregos do setor. Os turistas norte-americanos e canadenses representam mais de 40% dos visitantes que chegam anualmente ao país, e o temor de viajar de avião aumentou as proporções da crise, que poderá afetar toda a economia britânica. A secretária de Cultura, Tessa Jowell, defendeu, nesta quinta, uma reforma da indústria do turismo antes que ela entre em "colapso", explicando que será preciso lançar uma campanha mais agressiva de promoções para captar turistas dos EUA e de todo o mundo. Muitos dos hotéis mais luxuosos de Londres e de outras cidades britânicas já publicaram anúncios com importantes descontos de Natal e Ano Novo para ocupar apartamentos antes reservados por norte-americanos.Leia o especial

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.