Terrorista procurado morre no Paquistão, dizem fontes

Funcionários de inteligência do Paquistão afirmaram que mísseis recentemente disparados pelos Estados Unidos mataram um militante que estava na lista dos terroristas mais procurados do FBI. O homem, identificado como Jamal Saeed Abdul Rahim, aparentemente morreu em um ataque em 9 de janeiro, na região paquistanesa do Waziristão do Norte.

AE-AP, Agencia Estado

15 de janeiro de 2010 | 15h10

O site do FBI prevê uma recompensa de US$ 5 milhões por Rahim. Ele é apontado como envolvido no atentado de 5 de setembro de 1986, no sequestro do avião 73 da Pan American World Airways, durante uma escala da aeronave em Karachi, no sul do país.

Os três funcionários pediram anonimato, pois não estavam autorizados a falar com a imprensa. Eles citaram, hoje, informantes em campo e fontes entre os militantes. A informação é praticamente impossível de ser verificada de modo independente, pela dificuldade de acesso à área.

Tudo o que sabemos sobre:
PaquistãoterroristaprocuradoFBI

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.