Terroristas de Bali serão executados

A Indonésia anunciou ontem a decisão de executar no mês que vemn a sentença de morte expedida em 2003 contra três militantes islâmicos acusados do atentado que matou 202 pessoas, em Bali, em novembro de 2002. O grupo desistiu de apelar por clemência ao presidente indonésio, Susilo Bambang Yudhoyono. Depois do anúncio da sentença, eles disseram que queriam morrer como mártires. Em entrevista no ano passado, os três declararam que seu único remorso se devia à morte de muçulmanos que estavam entre as vítimas do ataque.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.