Terroristas morrem quando instalavam bomba no Iraque

Estado Islâmico do Iraque reivindica autoria do atentado contra o hotel Mansour

Agencia Estado

27 Junho 2007 | 14h41

Pelo menos 14 supostos terroristas da Al-Qaeda morreram na terça-feira à noite quando instalavam uma bomba num caminhão-tanque no norte do Iraque. Eles acabaram detonando o explosivo, informaram nesta quarta-feira fontes de segurança da província de Salah ad-Din. Os 14 mortos pertenciam à organização radical islâmica Estado Islâmico do Iraque, vinculada à Al Qaeda, acrescentaram as fontes. O governo iraquiano não confirmou a informação. Mas, segundo as forças de segurança locais, a explosão aconteceu em Shuqat, a 50 quilômetros de Tikrit, capital da província de Salah ad-Din e terra natal do ex-presidente Saddam Hussein. O Estado Islâmico do Iraque reivindicou na terça-feira a autoria do atentado de dois dias atrás no hotel Mansour, em Bagdá, que deixou 12 mortos, entre eles importantes chefes de tribos sunitas. A província de Salah ad-Din faz parte do Estado islâmico declarado pela Al-Qaeda no Iraque em outubro de 2006.

Mais conteúdo sobre:
Iraque bomba terrorismo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.