Tesouro dos EUA volta a alertar para endividamento

Funcionários do Departamento do Tesouro dos Estados Unidos voltaram a advertir neste domingo para a necessidade de o Congresso norte-americano tomar alguma atitude com relação ao teto de endividamento do país, noticiou o jornal Financial Times em sua página na internet.

AE, Agência Estado

15 de maio de 2011 | 21h00

Os funcionários advertiram que, caso o Congresso dos EUA não aja para elevar o teto de endividamento do governo, a reação do mercado terá potencial para causar sérios danos à economia do país, informa o FT.

Neal Wolin, subsecretário do Tesouro norte-americano, declarou: "Se entrarmos em default, ou se ficarmos próximos de um default e os mercados resolverem nos punir, isto certamente será ainda pior nos médio e longo prazos, pois ficará mais caro para financiarmos o governo".

O FT informa ainda que o secretário do Tesouro dos EUA, Timothy Geithner, avisou em carta ao senador Michael Bennet (democrata pelo Colorado) que, se o governo retardar o pagamento de suas contas, o país será levado de volta à recessão. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
EUAdívida

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.