Testamento de Pinochet é aberto pela Justiça

Cinco anos depois de sua morte, o testamento do ex-ditador Augusto Pinochet (1973-1990) foi aberto ontem pela Justiça do Chile. O documento não causou surpresas, já que favorece somente a família e não fornece detalhes sobre os bens de Pinochet. Os maiores beneficiados foram a viúva, Lucía Hiriart, e os filhos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.