Teste confirma morte de mulher por gripe aviária na Indonésia

Testes locais confirmaram que uma mulher de 35 anos morreu na última semana em Java Ocidental (Indonésia) em decorrência da gripe aviária, aumentando para 45 o número de vítimas fatais por causa do vírus H5N1 no país, informou nesta segunda-feira a agência oficial de notícias "Antara".O diretor do Departamento de Doenças Contagiosas, I Nyoman Kandun, anunciou no domingo que os testes realizados pelo laboratório do Ministério da Saúde e a Unidade de Pesquisa Médica da Marina Americana em Jacarta detectaram o vírus H5N1 em Euis Lina.Euis Lina, que morreu na quinta-feira várias horas depois de dar entrada em um hospital, era natural da aldeia de Cikelet, onde uma menina de nove anos também morreu por causa do vírus. As análises locais devem ser agora confirmadas pelo laboratório de referência da Organização Mundial da Saúde (OMS), que já verificou outros 58 casos de contágio na Indonésia.Segundo a OMS, 239 pessoas contraíram o vírus da gripe aviária no mundo todo, com 141 mortes. O vírus H5N1 foi detectado pela primeira vez em Hong Kong em 1997 e no final de 2003 reapareceu no sul da China, se estendo entre as granjas avícolas de Ásia, África e Europa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.