Teste indica contaminação por inalação do antraz em NY

Testes preliminares indicaram que uma funcionária do setor de estoques do Hospital Manhattan Eye, Ear & Throat, de 61 anos, contraiu antraz por inalação. O prefeito de Nova York, Rudolph Giuliani, afirmou que a mulher, que não foi identificada, estava em condições "muito, muito sérias" e respirava com auxílio de equipamentos. Ela foi hospitalizada domingo, quando passou pelo setor de emergência do hospital com severas dificuldades respiratórias. O prefeito de Nova York informou que novos exames seriam realizados. Caso o caso seja confirmado, a mulher será a primeira residente de Nova York a apresentar a forma de contaminação respiratória da doença, considerada a mais letal. A fonte de infecção da funcionária do hospital não foi identificada. Nova York tem até agora quatro casos de antraz cutâneo, todos de pessoas relacionadas à imprensa. Leia o especial

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.