Teste recria provável causa do acidente da Columbia

Um pedaço de espuma isolante, disparado em alta velocidade contra uma parte da asa de um ônibus espacial, abriu um buraco de mais de 30 centímetros de diâmetro, fornecendo o que um dos membros do comitê que analisa as causas do desastre da Columbia chamou de ?arma fumegante? - ou prova irrefutável - sobre a origem do acidente. O grupo de cerca de 100 testemunhas que assistiu ao teste gritou ?Uau!? quando a espuma colidiu. O impacto foi tão forte que estourou a lente de uma das câmeras que filmavam o evento. Acredita-se que a destruição da Columbia tenha sido causada por um pedaço de isolamento que se desprendeu do tanque de combustível externo do ônibus espacial e colidiu com um ponto da asa, durante o lançamento, danificando a proteção do veículo, que se desintegrou durante a reentrada na atmosfera. O teste desta segunda-feira, que custou US$ 3,4 milhões, produziu a evidência mais forte de que este deve ter sido o caso.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.