Testes confirmam data bíblica de túnel em Jerusalém

Um túnel que passa por baixo das antigas muralhas de Jerusalém provavelmente foi mesmo construído por volta do ano 700 aC, durante o reinado de Ezequias, conforme descrito na Bíblia. A idade do túnel era causa de polêmica entre especialistas, alguns dos quais acreditavam que ele havia sido escavado séculos depois do tempo de Ezequias.O novo estudo analisou amostras de estalactites do teto do Túnel de Siloé e material retirado do revestimento do piso. ?Acreditamos que o caso agora está fechado?, disse Amos Frumkin, geólogo e diretor do Centro de Pesquisa em Cavernas da Universidade Hebraica em Jerusalém. Ele e colegas apresentam suas conclusões na edição desta quinta-feira da revista ?Nature?.Restos de plantas encontrados na argamassa do túnel foram submetidos à datação por carbono 14. Amostras do núcleo das estalactites foram submetidas a testes químicos. Frumkin e outros especialistas acreditam que esta é a primeira vez que uma estrutura identificada com algo citado na Bíblia passa por uma análise detalhada de carbono 14. Os livros bíblicos de Reis e Crônicas falam do túnel, de cerca de 700 metros, construído para proteger o suprimento de água de Jerusalém do cerco assírio.O túnel, de traçado irregular, ainda traz marcas das ferramentas dos trabalhadores que, ocasionalmente, tinham de mudar o rumo da escavação para encontrar a equipe que vinha trabalhando a partir da direção oposta.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.