EFE/EPA/ANATOLY MALTSEV
EFE/EPA/ANATOLY MALTSEV

Teto de prestigiada universidade em São Petersburgo desaba

Autoridades locais informaram que não havia informações ainda sobre vítimas; 81 pessoas foram retiradas do local

Redação, O Estado de S.Paulo

16 de fevereiro de 2019 | 15h23

MOSCOU - O teto de um edifício universitário na cidade russa de São Petersburgo desabou neste sábado, 16, sem que haja informações sobre vítimas, segundo informaram os serviços de Emergência da Rússia

"Não há mortos. Foram retiradas 81 pessoas, estudantes de primeiro e segundo ano", informou um porta-voz do Ministério para Situações de Emergência à agência Interfax.

A fonte acrescentou que a retirada continuava, já que ainda era desconhecido o número de pessoas que estavam no imóvel no momento do desabamento.

A princípio, fontes falaram de cerca de 20 pessoas que poderiam ter sido atingidas pelo desabamento em uma das alas da Universidade Nacional de Pesquisa de Tecnologia da Informação, Mecânica e Óptica (ITMO) da antiga capital czarista.

As informações iniciais eram contraditórias, já que algumas fontes asseguravam que no edifício só havia operários que realizavam trabalhos de reparação, enquanto outros informaram que no local, além dos trabalhadores, havia estudantes e professores.

O edifício da ITMO está localizado em uma área universitária na Rua Lomonosov, no Distrito de Petrogrado de São Petersburgo.

O Ministério para Situações de Emergência informou de maneira preliminar que o motivo do acidente foi a violação

de normas durante trabalhos de reparação. / EFE

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.