Texas quer reforçar guarda de fronteira

Perry critica fortemente a reação da Casa Branca contra a onda recente de migração de crianças vindas da América Central

Agência Estado

21 de julho de 2014 | 16h22

O governador do Texas, Rick Perry, quer enviar 1.000 soldados da Guarda Nacional para a fronteira com o México, segundo informações de um congressista. Perry critica fortemente a reação da Casa Branca contra a onda recente de migração de crianças vindas da América Central.

O congressista Terry Canales informou que tem uma reunião agendada com o gabinete do governador, a Guarda Nacional do Texas e o departamento de Defesa. O gabinete não comentou a informação, mas confirmou que Perry tem um pronunciamento agendado para a tarde desta segunda-feira.

Desde outubro, mais de 57 mil crianças e adolescentes desacompanhados entraram ilegalmente nos Estados Unidos. O número é mais do que o dobro do registrado no mesmo período do ano anterior.

O secretário de imprensa da Casa Branca, Josh Earnest, disse nesta segunda-feira que o número de menores cruzando a fronteira já começou diminuir. A média diária de casos reportados caiu de 355 crianças, em junho, para 150. Barack Obama deve se encontrar na sexta-feira com os presidentes da Guatemala, El Salvador e Honduras, países de onde vem a maioria dos imigrantes, para discutir uma solução para a questão. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
EUAcriançasimigrantesTexas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.