Texas reabre escolas apesar de 2ª morte por gripe suína

Apesar da confirmação de uma segunda morte pela gripe suína no Estado do Texas, as escolas de Houston reabriram as portas hoje depois de uma semana. A decisão foi tomada após a liberação do Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC), que já não vê sinais de alarme com relação ao vírus. O departamento de saúde de Houston informou que continuará monitorando o surgimento de casos entre os estudantes e poderá optar pelo fechamento de escolas que apresentarem riscos de um surto da doença.

NICOLA PAMPLONA, Agencia Estado

06 de maio de 2009 | 10h22

As autoridades, porém, pediram que os pais não levem às escolas as crianças que estiverem se sentindo mal. Segundo o órgão federal de controle de doenças, a liberação das escolas foi definida após a verificação que a disseminação do vírus H1N1 não tem tido efeitos tão letais nos Estados Unidos, podendo ser comparado a uma gripe comum. Até agora, duas pessoas morreram no país - um garoto mexicano e uma mulher de 30 anos, que enfrentava problemas de saúde.

Este último caso ocorreu em Cameron County, no Texas, na divisa com o México. Ontem, as autoridades confirmaram três novos casos no Harris County, onde está localizada Houston, elevando para nove o número de infectados na região. Em todo o Texas, são 61 casos.

Tudo o que sabemos sobre:
gripe suínaEUAescolas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.