The Guardian compara gripe aviária à Peste Negra

O diário The Guardian também traz previsões lúgubres nesta sexta-feira e estampa a manchete "Gripe aviária pode ser a Peste Negra do século 21", em referência à epidemia de peste bubônica que, segundo estimativas, teria dizimado cerca de um terço da população da Europa no século 14. A reportagem do jornal é baseada em um estudo sobre as maiores ameaças à economia em 2006, realizado pelas seguradoras Swiss Re e Marsh and McLennan (MMC) e pela Merril Lynch, apresentado no Fórum Mundial Econômico de Davos, na Suíça, na quinta-feira.De acordo com o jornal, "na pior das situações, os especialistas afirmam que poderiam haver revoltas para saquear depósitos de vacinas, colapso da ordem pública, fuga parcial das cidades e migração em grande escala".Um dos responsáveis pelo relatório, Kevan Watts, presidente da Merrill Lynch International, disse ao Guardian que o impacto de uma pandemia de gripe aviária também poderia ser comparável ao chamado agosto negro de 1914."Os mercados não estão contando com o sofrimento de curto prazo que seria provocado pelas hipóteses mais extremas", afirmou Watts ao diário britânico, recomendando maior colaboração para evitar a proliferação da variante mortal do vírus, o H5N1.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.