Time elege 'o manifestante' como 'pessoa do ano'

"O manifestante" foi eleito pela revista norte-americana Time como "a pessoa do ano" de 2011. A revista citou a dissidência em todo Oriente Médio que se espalhou pela Europa e pelos Estados Unidos e disse que esses manifestantes estão reformulando a política global.

AE, Agência Estado

14 de dezembro de 2011 | 12h31

A escolha foi anunciada nesta quarta-feira no programa The Today Show, da rede NBC. A "pessoa do ano" escolhida pela Times é alguém ou algo que a revista considera que teve mais influência na cultura e no noticiário durante o último ano, para o bem ou para o mal.

A Time disse que reconheceu os manifestantes porque eles estão "redefinindo o poder do povo" em todo o mundo.

No ano passado, o fundador e executivo-chefe do do Facebook, Mark Zuckerberg, foi o homenageado. O presidente do banco central dos Estados Unidos (Fed), Ben Bernanke, foi o escolhido em 2009. No ano anterior o vencedor foi o então recém-eleito presidente Barack Obama. Outros ganhadores anteriores foram Bono, o ex-presidente George W. Bush e o fundador e executivo-chefe da Amazon.com, Jeff Bezos. As informações são da Associated Press.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.