Timor Leste é o 191º país integrante da ONU

A Assembléia Geral da ONU aprovou hoje a entrada do Timor Leste na organização, cujo nome oficial é República Democrática do Timor Leste, como o 191º membro. O Timor é um dos poucos casos de sucesso da ONU nos últimos anos. Há três anos, a população local votou pela independência em relação à Indonésia e coube às Nações Unidas criar um governo autônomo que pudesse organizar o novo país.O responsável por essa missão foi o brasileiro Sérgio Vieira de Mello, que por dois anos praticamente chefiou o governo de transição no Timor. Com a entrada do país na ONU, o Timor poderá, pela primeira vez na história, votar e argumentar as decisões da organização.O novo status que o país adquire não atenua os problemas financeiros e sociais. O Timor nasce como um dos países mais pobres do mundo e com um dos piores índices sociais do planeta. Um dos planos do governo para tentar melhorar a condição social dos 900 mil habitantes é aproveitar as riquezas petrolíferas.Apesar da ONU continuar presente em Díli, capital timorense, outro problema é a impunidade em relação aos autores dos massacres que seguiram o período de independência do Timor.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.