Timor Leste escolhe português como língua oficial

O Congresso do Timor Leste escolheu o português como uma das duas línguas oficiais do país. A outra será o tetum. O anteprojeto de Constituição, que deverá ser ratificado em março, depois de discussões com a população, prevê ainda o sistema de governo parlamentarista.Segundo a BBC Brasil , o país, que está sob administração da ONU, elegerá seu presidente em abril e se tornar completamente independente em 20 de maio. O candidato favorito na eleição presidencial é Xanana Gusmão, prêmio Nobel da Paz em 1996.Mas a Constituição timorense é inspirada na portuguesa e prevê um presidente com poucos poderes executivos. O anteprojeto de Constituição do Timor Leste foi aprovado por 65 votos a zero, com 23 abstenções.O inglês e o bahasa indonésio ganharam status de línguas de trabalho.O país, predominante católico, não terá religião oficial e o texto aprovado pelos parlamentares prevê a liberdade de imprensa.José-Ramos Horta, que dividiu o Nobel da Paz de 96 com Gusmão, disse que a aprovação do anteprojeto de Constituição foi um momento histórico."Eu estou absolutamente emocionado ? não apenas pelo texto da Constituição, que é um dos mais progressistas do mundo, ? mas porque é a nossa primeira Constituição independente."Em 1999, o Timor Leste votou pela independência da Indonésia, que havia invadido o território depois da retirada das tropas portuguesas em 1975.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.